S2 Simples Assim S2

Simples & Fashion

Decoração, Moda, Make-up, Saúde e muito mais.
Dicas que facilitam a nossa vida e nos inspiram.


E tudo - s2 SIMPLES ASSIM s2

segunda-feira, novembro 19, 2012


Decoração

2
Parte 1 -  Conhecendo as cores
 
Algumas pessoas têm dificuldade em usar as cores na decoração. Ficam com dúvidas em relação a combinar as cores no ambiente, como por exemplo: se for espaçoso como deixar aconchegante? Se for um ambiente pequeno qual cor poderei usar? Como combinar a cor das paredes com o restante da decoração? Devo usar cores fortes e como devo fazer?
 
Pensando nisso resolvi escrever a respeito. Vamos por partes ok?
Primeiro vamos entender e conhecer melhor as cores.
 

O que é a roda das cores (círculo cromático)?

 


A roda das cores é composta por três tipos de cores:
  1. Cores primárias: são 3 – vermelho, azul e amarelo – e todas as restantes cores são compostas por estas.
  2. Cores secundárias: as cores secundárias obtêm-se com a mistura de 2 cores primárias, ou seja, o laranja nasce da mistura entre o vermelho e o amarelo; o verde nasce da mistura entre o azul e o amarelo; e o violeta nasce da mistura entre o vermelho e o azul.
  3. Cores terciárias / intermediárias: as cores terciárias resultam da junção entre cores primárias e secundárias, ou seja, a turquesa nasce da mistura entre o azul e o verde; o verde-lima nasce da mistura entre o amarelo e o verde; e o encarnado nasce da mistura entre a violeta e o vermelho. As restantes 3 cores terciárias não têm nenhum nome específico, sendo simplesmente uma mistura de vermelho-laranja, amarelo-laranja e azul-violeta.

Como é que as cores se relacionam?

Todas as tonalidades presentes na roda das cores relacionam-se de 2 maneiras:
  1. Cores complementares: estas são as cores que, na roda, encontram-se de lados opostos – caso do verde e do vermelho, do azul e do laranja. No entanto, esta distância não significa que não possam ser combinadas, pelo contrário, o seu efeito aparentemente contrastante produz um realce visual muito agradável quando utilizadas em conjunto, conferindo energia e movimento a uma divisão.
  2. Cores harmoniosas/complementares decomposta: estas são as cores que encontramos encaixadas entre as cores primárias, como por exemplo, o encarnado, o violeta e o violeta-azul que, embora diferentes, mostram claramente que pertencem à mesma família de cores. Embora apresentem uma certa harmoniosidade, também precisam ser combinadas de forma cuidadosa.

Complementares vs. Harmoniosas

Por norma, consideramos uma parte da roda como tendo as cores mais quentes (vermelho, laranja, amarelo) e a outra com cores mais frias (violeta, azul, verde), o que é perfeito para conseguir o desejado equilíbrio colorido. Por exemplo, se a sua paleta de cores estiver centrada no azul, pode aqueça-la um pouco com a sua cor complementar – o laranja; porém, a utilização de duas cores complementares da mesma intensidade pode produzir um efeito visual muito ruidoso, onde ambas as cores estão a reclamar pela mesma atenção. Para solucionar esta questão, basta reduzir ou aumentar a intensidade de uma das cores complementares – neste caso seria o laranja e escolheríamos um tom mais suave como um laranja queimado ou claro, que são ambas cores harmoniosas.
 

Cores neutras

Existe ainda uma longa lista de cores neutras, composta por branco, preto, castanho, creme/bege, cinzento e todas as suas diferentes tonalidades que, precisamente devido à sua neutralidade, são extremamente versáteis. Combinam com praticamente todas as outras cores da roda e são um excelente ponto de partida para quem se está a iniciar na decoração ou não quer arriscar muito. Com as cores neutras, é fácil aquecer a divisão com tons mais quentes ou refrescá-la com tons mais frios.
 

Paletas de cores

  1. Monocromática: escolhe-se apenas uma cor, mas esta é utilizada em vários tons e intensidades distintas. Dependendo da cor escolhida, pode ou não produzir um efeito final menos interessante, mas que pode ser facilmente corrigido com o uso de peças decorativas ou de mobiliário contrastantes.
  2. Harmoniosa: estas são as famílias de cores que encontramos situadas entre as cores primárias na roda das cores; sendo da mesma família, vão automaticamente funcionar bem uma vez aplicadas na decoração, principalmente se juntar tonalidades menos intensas com tonalidades mais vibrantes.
  3. Primária: embora sendo as cores mais fortes e dominantes, se as utilizar com um fundo branco (ou outra cor neutra), conseguirá equilibrar toda a paleta.
  4. Complementar: escolhem-se duas cores complementares (opostas) da roda; enquanto a cor fria é aplicada na maior parte da divisão, a cor quente é aplicada em doses menores, ou vice-versa. Para conseguir um contraste mais ou menos evidente, basta alterar o tom e a intensidade das respectivas cores.
  5. Semi-complementar: escolhem-se três cores da roda, começando, por exemplo, pelo verde e a sua cor complementar, o vermelho/violeta. No entanto, em vez de ficar pela cor complementar (vermelho/violeta) escolhem-se antes duas cores harmoniosas, ou seja, uma de cada lado da cor complementar, brincando com a sua intensidade para conseguir mais ou menos interesse. 

 Dica:

Para a reforma de pequenos espaços o ideal é o uso da monocromia, ou seja, optar por uma única tonalidade, de preferência cores claras e neutras. O bege em várias tonalidades, o branco e o cru são ideais para as áreas reduzidas. "O recurso das cores claras é fundamental, pois não fecha o espaço ao contrário, confere a sensação de amplidão".



Significado das cores e como elas têm influência na nossa vida e nosso emocional:

VERMELHO

A cor da paixão e das emoções mais intensas, o vermelho é, acima de tudo, revigorante. Confere energia e estímulos positivos a qualquer ambiente, sendo, por isso mesmo, uma das cores indicadas para o quarto de um casal. Com um tom mais escuro, confere ao espaço um ar sensual, quente e acolhedor; para conseguir um ambiente mais feminino ou romântico, opte por um tom mais claro, a fugir para o rosa. O vermelho é ainda uma boa opção para um escritório. Para além das energias positivas que emana, é também a cor da ambição.

VERDE

O verde é, sem dúvida, a cor da natureza e do crescimento. A sua proximidade com os recursos naturais confere-lhe características poderosas como a renovação e a regeneração. Neste sentido, funciona perfeitamente quando utilizado num escritório. Considerada a cor que é mais agradável para a vista, traz paz e segurança. Um calmante natural que ajuda a relaxar e a aliviar a exaustão, o verde é o nosso melhor amigo no fim de um dia cansativo, por isso, aplique-o na sala de estar, no quarto ou até na casa de banho.
 

AZUL

Para além de ser a cor da tranquilidade, o azul transmite seriedade e confiabilidade. Com uma mistura de misticismo e de devoção, um espaço azul é excelente para a meditação e para a busca de inspiração. Purificante e gerador de um bem-estar generalizado, as suas vibrações frescas relaxam os músculos, acalmam a mente, diminuem a ansiedade e estimulam o sono – ideal para uma casa de banho, sala de estar ou qualquer quarto, até de um bebê. O azul é ainda uma cor que suprime o apetite, por isso, se sempre sonhou com uma cozinha ou sala de jantar azul, talvez seja melhor reconsiderar.
 

LARANJA

Diz-se que o laranja é a cor da comunicação: fomenta o optimismo e a confiança, fazendo crer que tudo é possível. Aplicado num escritório, apresenta forças positivas como a energia, a criatividade e a motivação. Simultaneamente estimulante e relaxante, num quarto, o laranja pode ser acolhedor durante a noite e ser a inspiração perfeita para saltar da cama de manhã. A cor laranja é a solução ideal para divisões com pouca luz. Impulsiona a sociabilidade, a tolerância e a espontaneidade, sendo assim uma alternativa original para fugir aos habituais azul e cor-de-rosa nos quartos dos miúdos. Um toque de laranja na sala de jantar ou na cozinha é o ingrediente perfeito para abrir o apetite!

CASTANHO

Muito quente e raramente agressivo, o castanho surge como uma cor neutra, passível de ser combinada com um sem número de tons distintos. A sua suavidade, aliada a valores como a simplicidade, robustez, conforto e confiança, fazem deste um tom que goza de múltiplas aplicações. O castanho é uma cor que se adequa a qualquer espaço, porém, e enquanto homenagem à amizade e às relações sólidas, pode e deve ser visto nas entradas, nas salas de estar e de jantar.
 

AMARELO

Aclamada a cor do sol, o amarelo gera calor e vida. É o tom mais associado à alegria e tem características muito positivas: anima e encoraja! Pode, por isso mesmo, ser perfeita para um quarto, em tons mais suaves; ou para uma casa de banho, em tons mais vibrantes, para ajudar os dorminhocos a enfrentar cada dia com muita energia. Enquanto cor da luz, é aconselhada para qualquer ambiente social, como a cozinha, a sala de estar ou de jantar; e milagrosa quando aplicada a divisões mais escuras. O amarelo representa a inteligência e a sabedoria, estimula a atividade mental e a criatividade, sendo ainda uma boa opção para o escritório.
 

PÚRPURA

Cor da realeza e da espiritualidade, o púrpura remete para o mistério e para a meditação. Considerada uma cor purificante, é o equilíbrio perfeito entre a inteligência e a compreensão, a sensibilidade e a espiritualidade, o sonho e a realidade. A púrpura exprime proteção e luxo, por isso, pode ser uma boa escolha para a sala de estar. É ainda uma cor com muita força, que estimula a criatividade, daí que possa ser utilizada nos quartos de crianças ou adolescentes.
 

BRANCO

O branco é a mistura de todas as cores, mas ganha a sua própria identidade ao assumir contornos de pureza, simplicidade e paz. É extremamente positiva, na medida em que estimula o bem-estar e a imaginação. Declarada a cor do amor divino e da inocência, é muitas vezes considerada perfeita. Purifica e limpa tudo o que toca, estando intimamente ligada ao espaço e à liberdade. O branco é assim perfeito para “aumentar” qualquer divisão da casa e combina com absolutamente tudo!

PRETO 

Oposto do branco, o preto define-se por “ausência de cor”, uma vez que absorve todas as outras. Mesmo assim é o expoente máximo da elegância: pode ser educadamente discreto ou poderosamente vistoso. Pode ser sóbrio, mas ninguém lhe tira o charme, o mistério e a curiosidade que o envolvem constantemente. Dois lados da mesma moda que ficam bem em qualquer canto da casa, adaptando e transformando qualquer peça, de qualquer cor.

CINZA

Diz-se que é o novo preto e pode bem ser, dada a sua versatilidade, qual camaleão. Como os seus congêneres branco e preto, é uma cor neutra, mas nunca passa despercebida. Sofisticado e envolvente, o cinza dá-se bem com quase todas as cores, sendo uma aposta arrojada para qualquer parte da casa, incluindo o quarto. Isto porque o cinza até ajuda a combater as insônias.


CRÉDITOS: Retirado/Inspirado-Decorar com cor (http://eudecoro.com/artigos/como-combinar-cores-decoracao)




Parte 2 - Conhecendo as cores

Aprendendo a usar o CIRCULO CROMÁTICO tendo como base a cor magenta "tendência de cor em 2011".

Tom sobre Tom

A combinação mais comum e de certa forma mais fácil é de tons sobre tons, que é a harmonia de diferentes tonalidades da mesma cor.
 
Ambiente de cor neutra com toque de tons de magenta - Fonte: Casa da Anita

Combinação de Contraste Simples

A cor oposta ao magenta = verde. Esta combinação é bastante ousada e para que o ambiente não fique exagerado e poluído, o ideal é escolher um ou dois objetos da cor oposta.
Neste exemplo o ambiente é predominantemente de cores neutras e apenas dois objetos, que podem ser substituídos facilmente, tem o papel de dar vida à decoração.

Tríade com Cores Primárias

Talvez esta seja a combinação mais interessante, pois apresenta uma relação com a cor tendência de 2010 (cian) e o uso de uma nova cor (amarelo).
Fonte: Silestone
 
Este ambiente não possui as três cores principais – faltou o toque de azul – contudo esta imagem é bastante válida para perceber que é possível compor um ambiente sofisticado com cores que aparentemente são difíceis de combinarem entre si. Conseguem visualizar como um elemento na cor azul poderia complementar este ambiente?

Tétrade – com a cor Magenta

Para aumentar o grau de dificuldade, esta combinação apresenta quatro cores opostas: magenta e verde; azul e laranja. Com certeza um ambiente marcante e cheio de personalidade. Mas vale lembrar que estas cores não precisam e nem devem estar por todo o ambiente. Pequenos objetos distribuídos em frente a uma parede magenta criam um efeito divertido e descontraído.
Fonte: Elle - Abril

Acorde Duplo Complementar

Nesta combinação temos duas cores primárias e suas cores opostas. As cores são mais contrastantes quando comparadas à combinação tétrade. Agora ficou mais difícil de achar um ambiente com esta combinação.
Fonte: Pó de Estrela
 
Estes exemplos não apresentam a cor magenta como principal, mas são perfeitos para mostrar como pode ser feita essa combinação. Saber escolher as tonalidades é a grande dica para que o ambiente fique alegre e gostoso de olhar.
 

 
 




Parte 2 - Conhecendo as cores
 

Agora que já conhecemos bem como funciona as cores e como usar o círculo cromático é a vez de ficarmos por dentro das Tendências das cores para 2013.

 
A Coral realiza anualmente uma pesquisa para lançar as principais tendências de cores, a Colour Futures. E, para 2013, a aposta da empresa é o Violeta Inspirado, um tom que traz uma mistura entre azul, violeta e roxo.





A cor do ano
 

Colour Futures apresenta 5 tendências, ligadas por uma idéia central e este ano elas são:

 
A idéia Central – Conexões (A reflexão veio a partir de como as redes sociais influenciam na forma de se relacionar com o outro e consigo mesmo. A vida moderna é centrada nessas conexões).
 
 
PAIXÃO COLETIVA


Paixão coletiva – Transiente, espontâneo, coletivo (repare nas cores que se transformam,
conectadas)
 

DESCONECTANDO


Desconectando – Um tempo “desligado”, introspectivo, tranquilo
 

ARTE DA COMPREENSÃO      




A Arte da Compreensão – Anos 50, menos complicados, mais ordenados …um “remédio para o
caos”       
 



FEITO EM CASA 


Feito em casa – O artesanato, a conexão com a sua casa, a produção pessoal
 
 
CONFORTO VISUAL


Conforto Visual – A reparação na natureza, a influência da arte, calma, suavidade
 
 
Preparadas e inspiradas?
 
Espero ter ajudado. Ano de 2013 as portas e muitas assim como eu devem estar loucas para dar uma carinha nova para o lar.
No próximo post trarei ideias para renovar e atualizar os ambientes sem quebra-quebra, com pouco $$$ e muita imaginação --- até breve ;)
 

 
 

 

2 comentários:

Samaica Almeida Samaica disse...

Oi Paty, mto legal seu espaço!! Super dicas heim.. to pegando algumas mto legais!! rs.. até a proxima.. bjos!

Patty Sant disse...

Obrigado Samaica pela visita e comentário, fique de olho sempre terá novidades ;) bjxxx

Postar um comentário

 

Blogger Wordpress Gadgets